sábado, 5 de dezembro de 2009

Lula reafirma na Alemanha que mercado interno levou Brasil a superar crise:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva atribuiu hoje (4) ao mercado interno a superação do Brasil diante da crise financeira internacional. Ele afirmou, durante discurso a empresários alemães e brasileiros em Hamburgo, na Alemanha, que pela predominância da teoria do Estado mínimo, o sistema financeiro se deslocou do sistema produtivo e passou a ganhar dinheiro com a especulação.
"Nós tinhamos o que o mundo rico não tinha, um mercado interno virgem e esse mercado interno sustentado pela parte mais pobre não permitiu que a economia brasileira tivesse o mesmo prejuízo que as outras economias", disse o presidente, justificando a "apologia do consumo" feita no auge da crise. Ele afirmou ainda que o sistema financeiro estava com uma "doença quase esquizofrênica" e que quebra do Banco Lehman Brothers revelou sua fragilidade. Lula fez um apelo para que seja fechado o acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul para consolidar a superação da crise econômica.

O presidente participa de almoço oferecido pelo prefeito de Hamburgo e em seguida retorna a Brasília.

Nenhum comentário: