sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

As pessoas continuarão sendo foco do governo popular, diz governadora:

A governadora Ana Júlia Carepa reforçou o papel dos infocentros públicos como grandes instrumentos de inclusão social e a orientação de manter políticas como esta, voltadas para a educação e formação profissional, também como os programas Bolsa Trabalho e Pro-Jovem, entre as prioridades do governo. "Promovemos uma mudança de concepção de como administrar o Estado. Não me importo com o que diz a oposição, nosso projeto pensa as pessoas em primeiro lugar", disse a governadora, na noite desta quarta-feira (6), durante a inauguração de mais um infocentro público em Belém, na Paróquia de São Miguel Arcanjo, o 69º inaugurado no Estado.

A governadora citou, entre outros resultados desse direcionamento, em torno de seis mil pessoas que já passaram pelos cursos nos infocentros, os 8.500 jovens que já concluíram o Ensino Fundamental pelo Pro-Jovem Urbano em 20 municípios, os cerca de 37 mil jovens capacitados pelo Bolsa Trabalho e encaminhados ao mercado, e também a reinserção social de egressos do Sistema Penal, a partir da Fábrica Esperança, mão-de-obra que vem sendo utilizada por vários órgãos da administração estadual, que usam serviços terceirizados, destacou Ana Júlia Carepa.

Trabalho social - O 69º infocentro do Estado é também o primeiro do bairro da Cremação e foi instalado na Paróquia de São Miguel Arcanjo, na travessa Alcindo Cacela próximo à avenida Fernando Guilhon. Irá atender a uma média de duas mil pessoas mensalmente, conta com 24 computadores e oferecerá cursos de informática básica, além de acesso gratuito à internet. Mas a governadora Ana Júlia já anunciou à comunidade que um novo infocentro será instalado no bairro em fevereiro, na associação carnavalesca Cheiro Cheiroso, e que a Praça Dalcídio Jurandir será território livre para acesso à internet.

No próximo domingo, a governadora inaugurará cinco áreas de livre acesso à internet por tecnologia sem fio em Belém: Estação das Docas, Ver-o-Rio, orla de Icoaraci, além de praças no bairro do Bengui.

Além da Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa) e Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Sedect), responsáveis pela execução do programa NavegaPará, a governadora destacou as parcerias do projeto, como a Eletronorte, o Banpará e o Banco da Amazônia.

No caso da Paróquia de São Miguel Arcanjo, também são parceiros a Celpa, que garantirá o custo da energia elétrica usada no infocentro, e a Esamaz, que fornecerá os monitores aos projetos, estudantes de Tecnologia da Informação, que farão estágio no programa. A governadora aproveitou a presença do reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Carlos Maneschy, para pedir que a instituição também se torne parceira do NavegaPará em forma de projetos de extensão, com monitores ou outras ações.

Antes da inauguração, durante uma missa da qual participaram a governadora, o titular e o adjunto da Sedect, Maurílio Monteiro e João Weyl, e o presidente da Prodepa, Renato Francês, o pároco da igreja, padre Moacir Robledo, destacou em sua homilia como o acesso digital pode ser um instrumento para um salto de qualidade de vida, especialmente dos jovens da Cremação. "É um centro de saber, uma grande ferramenta que a comunidade tem para que jovens e crianças tenham mais dignidade e assumam seus destinos", disse o padre, num pensamento seguido pelo pastor Eduardo Batista, membro do conselho eleito pela comunidade para gerir o infocentro. "É um projeto ousado; poderemos ver pessoas com teclados na mão em vez de armas. Talvez muitos não entendam a importância disso, mas para nós é fundamental."

A princípio, serão abertas inscrições para turmas nos períodos da manhã e da tarde, de segunda a sexta-feira, na própria paróquia. "Dependendo da procura, vamos tentar abrir o período noturno", informa Árago Braga, também membro do conselho, que irá divulgar o novo espaço nas missas e nas rádios comunitárias da Cremação.

Nenhum comentário: