quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Pará: Ana Júlia destaca investimentos em balanço de governo...

A governadora Ana Júlia Carepa (PT) fez, nesta terça-feira (5), um balanço de seus três anos de governo durante entrevista exclusiva concedida ao jornal da manhã da Rádio Cultura FM. Ela falou sobre emprego, saúde, educação, segurança, inclusão digital e investimentos em infra-estrutura que chegam como um presente para a capital Belém.Confira os principais pontos abordados pela governadora durante a entrevista:EmpregoO programa Bolsa Trabalho - que já qualificou mais de 37 mil jovens para o mercado - "já empregou 15 mil jovens com carteira assinada. Apóia mais de 600 jovens empreendedores. Este ano já entregamos mais 7 mil cartões do Bolsa Trabalho só na RMB e até esse semestre mais mil serão entregues no restante do estado", informou a governadora.Até ó final deste ano, mais 8.500 estarão inseridos no programa Pro Jovem Urbano, em parceria com o governo federal, que já ajudou 8.500 jovens até 29 anos a concluírem o ensino fundamental profissionalizante e se prepararem para o emprego, informou.Segundo o Dieese, de junho para cá, mais de 12 mil empregos formais foram gerados, acumulando saldo positivo em todos os meses, devendo chegar a 25 mil empregos este ano. "Isso demonstra o resultado dos nossos investimentos, pois, 2009 foi um ano difícil, de crise, mas que nos superamos com investimentos como o Ação Metrópole. Nós estamos destravando o Pará", disse a governadora.Somente com o investimento da Vale na siderúrgica de Marabá, projeto que alcança a tão esperada verticalização da produção mineral do estado, devem ser gerados 15 mil empregos diretos e indiretos, sendo 1,5 deles só na construção da obra.Inclusão digitalA governadora também falou sobre o Navegapará, programa que utiliza mais de 2 mil quilômetros de rede de fibra ótica para leva internet de banda larga para vários municípios do estado, através de 70 infocentros e 16 cidades digitais (áreas de livre acesso à internet que utilizam o sinal do Navegapará).Foram inaugurados infocentros em Santarém, Marabá e em várias muitas outras cidades, como em Itaituba, onde existem cinco infocentros, um deles numa aldeia indígena, o primeiro do país.Às vésperas do aniversário de 394 anos de Belém, a governadora anunciou que ela vai se tornar a mais nova cidade digital do Estado, com cinco grandes pontos de acesso livre à internet e 26 infocentros, sendo 8 deles até fevereiro. "Teremos pontos de acesso livre no Benguí, na Praça da Jaú, na Sacramenta, em Incoaraci, e do Ver-o-Rio até a Estação das Docas", anunciou.Infraestrutura"Não é uma tarefa fácil, deixar de ser um mero exportador de matéria-prima bruta para ser um estado industrializado, agregando valor a essa matéria-prima", disse Ana Júlia ao falar sobre investimentos para a mudança do modelo de desenvolvimento econômico do estado.Para fomentar o desenvolvimento industrial, o principal é desenvolver a pesquisa, por isso o governo criou ainda no primeiro ano, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará (Fapespa). "Investimos em pesquisa e criamos bolsas junto com a Universidade Federal do Pará para criar as condições necessárias para que as empresas possam ocupar os Parques Tecnológicos, que vão funcionar como grande incubadoras de empresas", explicou a governadora.Meio AmbienteA governadora disse que o desenvolvimento do estado deve ser sustentável, principalmente se quiser vislumbrar o mercado do futuro. "Num estado que quem ainda 70% de suas florestas conservadas não existe mais a possibilidade de ter um desenvolvimento que não seja sustentável", afirmou.O projeto 1 Bilhão de árvores foi ressaltado pela sua importância ambiental. "Não se trata apenas de não desmatar mas de recuperar áreas degradas, o que é muito importante porque enquanto outros países e estados estão desmatando e poluindo nos estamos seqüestrando o carbono da atmosfera", disse ela."Fizemos o cadastro ambiental, criamos o plano de combate ao desmatamento com uma meta de reduzir em 80% o desmatamento, a regularização fundiária. Graças a isso, hoje nós podemos ter um desenvolvimento sustentável dentro da legalidade, com segurança jurídica para as empresas que querem investir dentro da lei", acrescentou.HabitaçãoCom o projeto Minha Casa, Minha Vida o governo possibilitou que mais de 7 mil empreendimentos habitacionais fossem aprovados a preços subsidiados. Até 10 de janeiro serão 10 mil aprovados.Além do programa Minha Casa, Minha Vida, a governadora ressaltou obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que tem entregue milhares de habitações novas. "Entregamos 360 casas em Santa Izabel, 130 em Icoaraci, 25 no Tenoné. Só o residencial Liberdade terá mais 2 mil habitações", listou.SaúdeJá são quatro hospitais regionais em funcionamento (Santarém, Marabá, Redenção e Altamira) e ainda este ano entram em funcionamento mais um regional em Breves e um hospital geral em Tailândia.Dois pronto-socorros serão inaugurados em Abaetetuba e Ipixuna do Pará. "Com atendimento inclusive de média e alta complexidade nos estamos desafogando o fluxo de doentes para a capital. Quando eu assumi, por exemplo, só existia hemodiálise em Belém e hoje existe hemodiálise em quatro lugares diferentes do estado", disse ela.A governadora citou o programa Rios de Saúde, que leva ações e serviços a população ribeirinha e já atendeu 70 mil pessoas, a criação de unidade de cuidados intermediários e de UTIs em Abaetetuba, Parauapebas e Icoaraci.EducaçãoQuando assumiu o governo, Ana Júlia Carepa disse que encontrou mais de mil, das 1,2 mil escolas estaduais, "caindo sobre a cabeça de alunos e professores". Em três anos, o governo reformou 650 dessas escolas. E mais 12 novas escolas estão sendo entregues este ano só em Belém e Ananindeua. Além das reformas, o estado qualificou mais de 25 mil profissionais do quadro de educação e garantiu 290 mil vagas na rede estadual.ConcursosO atual governo foi o que mais abriu vagas em concursos públicos na história do Pará. Foram 30 mil concursados, sendo que 18 mil já foram chamados.SegurançaDo total de concursados, 1,5 foram policiais. Este ano, depois da capacitação, mais 1,2 mil novos policiais militares devem engrossar o contingente estadual. "Ficamos 10 anos sem concursos para policiais",destacou Ana Júlia.O governo ainda entregou 1.100 novas viaturas, entre carros, motos e lanchas. Comprou coletes a prova de bala e outros equipamentos.A governadora respondeu ainda perguntas dos ouvintes da rádio e disse que confia que os deputados vão aprovar o empréstimo de R$ 360 milhões que o governo pleiteia junto ao BNDES para recuperação ambiental e construção de estradas, que só depende da aprovação da Assembléia Legislativa.

Nenhum comentário: