terça-feira, 20 de abril de 2010

Chuvas e aumento do nível dos rios já prejudicaram 11 municípios do Pará.

O recrudescimento das chuvas e a elevação no nível de alguns rios provocaram danos humanos, materiais e ambientais, com prejuízos econômicos e sociais, em 11 municípios. Marabá e Parauapebas foram os mais atingidos, segundo relatório parcial produzido pela Defesa Civil do Pará e publicado nesta segunda-feira (19).
Em Belém, 300 famílias foram atingidas pelos alagamentos. O mesmo ocorreu em Itaituba, onde o nível do rio chegou a 8,30 m, atingindo 10 famílias. Ao todo, mais de 800 famílias foram atingidas por enxurradas em Medicilândia (300), Novo Progresso (128) e Peixe-Boi (400).
As enchentes prejudicaram famílias em Eldorado do Carajás (636, entre desabrigados e desalojados); Tucuruí (88); Parauapebas (210); e Marabá (589). Em Marabá, o nível do rio chegou a ultrapassar os 11 metros. As quatro cidades com ocorrência de enchentes possuem um total de 22 abrigos.
A Defesa Civil informa, ainda, que foi homologada Situação de Emergência em Augusto Corrêa, por erosão fluvial; Itaituba, por contaminação alimentar - Salmonelose; e Pau D'Arco, por enxurrada. Outros nove se encontram em alerta.
Em 2009, um total de 83 municípios em Situação de Emergência foram atendidos pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, com aproximadamente R$ 80 milhões em resposta aos desastres.

Nenhum comentário: